Terça-feira, 14 de Janeiro de 2014
O Choro de África, Agostinho Neto

 

 (Pintura de Lezelda de Klerk)

 

O choro durante séculos
nos seus olhos traidores pela servidão dos homens
no desejo alimentado entre ambições de lufadas românticas
nos batuques choro de África
nos sorrisos choro de África
nos sarcasmos no trabalho choro de África

 

Sempre o choro mesmo na vossa alegria imortal
Meu irmão Nguxi e amigo Mussunda
no círculo das violências
mesmo na magia poderosa da terra
e da vida jorrante das fontes e de toda a parte e de todas as almas
e das hemorragias dos ritmos das feridas de África

 

e mesmo na morte do sangue ao contacto com o chão
mesmo no florir aromatizado da floresta
mesmo na folha
no fruto
na agilidade da zebra
na secura do deserto
na harmonia das correntes ou no sossego dos lagos
mesmo na beleza do trabalho construtivo dos homens

 

o choro de séculos
inventado na servidão
em histerias de dramas negros almas brancas preguiçosas
e espíritos infantis de África
as mentiras choros verdadeiros nas suas bocas

 

o choro de séculos
onde a verdade violentada se estiola no círculo de ferro
da desonesta força
sacrificadora dos corpos cadaverizados
inimiga da vida

 

fechada em estreitos cérebros de máquinas de contar
na violência
na violência
na violência

 

O choro de África é um sintoma

 

Nós temos em nossas mãos outras vidas e alegrias
desmentidas nos lamentos falsos de suas bocas – por nós!
E amor
E os olhos secos.



publicado por atlanticodehistorias às 21:13
link do post | comentar | favorito

Blogue criado para a participação na segunda edição do concurso Ler Em Português, promovido pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, a Rede de Bibliotecas Escolares e o Plano Nacional de Leitura, tendo como tema: Português, Uma Língua com História.

posts recentes

Se ler é o vosso prazer e...

Passa Tempo com Livros

O Prazer de Ler #2

O Prazer de Ler

Biografia de autores Nort...

Ainda sobre a LIBERDADE #...

Ainda sobre a LIBERDADE

Sobre a LIBERDADE

Conversas com Títulos

O Amor é o Amor, Alexandr...

pesquisar
 
arquivos

Maio 2014

Abril 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

tags

25 de abril

acróstico

amor

apanhadas a ler

apresentação

autores americanos

blog

book spine poetry

cartaz

citação

concurso

conversas com títulos

dia dos namorados

direitos do leitor

ebook

estados unidos da américa

etimologia

expressões idiomáticas

facebook

guerra colonial

história

intertextualidade

leitores

leitura

língua inglesa

língua portuguesa

língua portuguesa em 800 palavras

literatura

livros

livros em português

marcadores de livros

memorial do convento

palavras

palavras cruzadas

palavras que me beijam

passatempos

personagens

playlist

poema

poesia

portugal

português uma língua a contar história

revista

revolução dos cravos

sopa de letras

texto

top 10

trailer

um poema por dia

vídeo

wordcloud

todas as tags